Taboão da Serra

Anjos da Mata Atlântica plantam árvores para reflorestar Taboão da Serra

Voluntários do grupo Anjos da Mata Atlântica estão reflorestando a cidade de Taboão da Serra. O grupo já plantou mais de duas mil árvores nativas no município. Somente no Jd. Record foram plantadas 500 mudas. Ali eles estão criando um corredor ecológico.

De acordo com o ambientalista Hamilton Cezar, as muitas árvores que existem em Taboão da Serra são de origem exótica, ou estrangeira, que não são apropriadas para a região. “A população tem uma visão errada das árvores por causa desse plantio mal efetuado”, disse.

As árvores apropriadas para a região, principalmente, aquelas que devem ser plantadas nas calçadas, são as de raízes pequenas, que não ocasionam problemas com a invasão das raízes que muitas vezes quebram calçadas ou invadem tubulações, por exemplo. Ainda de acordo com Hamilton, a solução é retirar essa plantação exótica e substituir pela correta.

“Mais ou menos 90% da arborização urbana é de espécie exótica [em Taboão da Serra], isso aconteceu mais de 30 anos atrás, quando ocorreu uma série de plantios na cidade sem o conhecimento da flora nativa, das espécies que deveriam ser plantadas e os locais corretos. Não adianta plantar uma espécie nativa, mas que cresce absurdamente em uma calçada. Isso vai causar problemas. A solução para isso é o que Os Anjos da Mata Atlântica vêm fazendo, há três anos estamos plantando árvores na cidade e na Grande São Paulo”, comentou Hamilton Cezar.

Para solucionar o problema, árvores devem ser arrancadas, e Hamilton garante que isso que não é crime. “Se a árvore é errada, se é uma espécie exótica, que nem figueira asiática, que cresce absurdamente, que as raízes invadem tubulações e causam uma série de problemas, devem ser arrancadas e isso precisa ser facilitado pelo poder público. Isso não é crime”, dispara.

Hamilton afirma que existe mais de quatro mil espécies arbóreas na flora paulista, basta escolher a muda correta para o local adequado. Para arborizar Taboão da Serra “temos milhares de espécies adequadas, o plantio correto deve ser incentivado, assim como arrancar a espécie errada, que está causando problemas, para plantar uma nativa de menor estatura”.

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *